• Home
  • Destaques
  • Setor pesqueiro do Amazonas é debatido em Audiência Pública na Aleam

Setor pesqueiro do Amazonas é debatido em Audiência Pública na Aleam

O deputado Dermilson Chagas foi o autor da proposta que debateu o setor pesqueiro

O deputado Dermilson Chagas foi o autor da proposta que debateu o setor pesqueiro (Foto Aleam)

O presidente do Sistema OCB/Sescoop-AM, Petrucio Magalhães Júnior participou na manhã desta segunda feira, 6 de julho de Audiência Pública na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) para debater a cadeia produtiva do setor pesqueiro do Amazonas. A audiência foi proposta pelo membro da Frente Parlamentar do Cooperativismo do Amazonas (Frencoop-AM), deputado Dermilson Chagas. A reunião contou com a participação de entidades e órgãos públicos, além da sociedade civil organizada relacionada ao setor.

O deputado explicou que o setor pesqueiro traz questões antigas, ainda sem avanços, para a categoria. “O nosso objetivo é pautar as questões apresentadas para solucionarmos pelo menos até o fim do ano, já que o setor pesqueiro por si só apresenta debates, por conta do seguro-defeso, terminal pesqueiro e plano safra, por exemplo, pois durante anos e anos pouco se fez pela melhoria do setor, sempre barrado pela burocracia”, justificou.

Geraldo Bernardino, secretário de Pesca no Amazonas citou, entre outros aspectos, a necessidade do fortalecimento do setor pesqueiro e as barragens. “A degradação dos nossos rios é o maior problema da pesca e é o que acaba com os rios e não a pesca predatória, como muitos afirmam”, avaliou, acrescentando que a qualidade do pescado também afeta na produção, pois o consumidor está mais exigente com as questões sanitárias no momento da compra.

O engenheiro de pesca Alberto Furtado, representante do Ministério da Pesca no Amazonas (MPA), apontou avanços como as mudanças feitas no registro de pesca, tornando a concessão mais criteriosa, como forma de garantir que o benefício chegue aos verdadeiros pescadores, àqueles que realmente tenham direito e o terminal pesqueiro de Manaus, de onde é comercializado cerca de 70% do pescado do estado, sendo a única estrutura disponível aos pescadores atualmente.

Já Geandro Guerreiro, representante do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), ressaltou a proteção ambiental da instituição, preservando as espécies no período do defeso.

O deputado estadual Sinésio Campos (PT) também participou do evento citando os países da Amazônia Continental, como Colômbia e Bolívia, onde o pescado dos rios do Amazonas também é consumido.

Participantes – Estiveram presentes ao evento representantes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Sindicato dos Pescadores do Estado do Amazonas (Sindipesca), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amazonas (Sebrae-AM), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa-AM), Conselho Regional de Engenharia e Agricultura, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas (FCA/Ufam) e representantes das Colônias de Pescadores dos municípios de Iranduba, Tabatinga, Autazes, Anamã, Manacapuru e também o vice-prefeito de Lábrea, Michel Cruz.

Texto: Aleam

Fontes: Sistema OCB/Sescoop-AM e Aleam