• Home
  • Destaques
  • Roberto Rodrigues recebe a maior homenagem do cooperativismo de crédito

Roberto Rodrigues recebe a maior homenagem do cooperativismo de crédito

Roberto Rodrigues a maior honraria do cooperativismo de crédito

Roberto Rodrigues a maior honraria do cooperativismo de crédito

O embaixador especial da Organização das Nações Unidades para Alimentação e Agricultura (FAO) para o cooperativismo mundial, Roberto Rodrigues, recebeu ontem o prêmio “Distinguished Service Award”, considerado a mais alta honraria concedida pelo movimento mundial das cooperativas de crédito a pessoas ou instituições. A escolha de Rodrigues, que também já ocupou os cargos de presidente do Sistema OCB e de ministro da Agricultura, foi divulgada pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (Woccu, na sigla em inglês), em abril.

A cerimônia foi realizada durante a Conferência Mundial das Cooperativas de Crédito, promovida pelo Woccu, em Denver, nos Estados Unidos. O evento anual tem como objetivo o compartilhamento de informações e das melhores práticas do cooperativismo de crédito.

Durante seu discurso, Roberto Rodrigues explicou porque tem dedicado sua vida ao cooperativismo. “Simplesmente porque eu acredito nele. Eu sei que é uma grande ferramenta de desenvolvimento justo e igualitário, tanto na área rural quanto nas cidades. Eu acredito em cooperativas (…) onde ninguém faz nada sozinho, pelo contrário: os resultados vêm do trabalho coletivo”, comenta o homenageado.

Para Roberto Rodrigues, o sucesso que o movimento cooperativista tem dido ao longo dos anos, no Brasil, se deve ao trabalho conjugado de milhares de homens e mulheres que se dedicam à missão de defender o cooperativismo. “Portanto, este prêmio pertence a todos os homens e mulheres que fazem do cooperativismo uma grande realidade de transformação econômica”, dedica Rorigues.

Para o presidente da SicrediPar e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock, que também ocupa o cargo de secretário-geral da Woccu, o reconhecimento de Roberto Rodrigues se deve ao grande trabalho que faz para o desenvolvimento do cooperativismo, não só do Brasil, mas também do mundo.

Segundo Dasenbrock, Roberto Rodrigues é um grande interlocutor das cooperativas em outros países, sempre trabalhando como promotor do desenvolvimento do setor. “Assistir a uma homenagem como a que Roberto Rodrigues recebeu neste evento, ouvindo sua fala e sentindo sua emoção é um momento sublime, pois além de nos inspirar a fazer o melhor a cada dia, nos dá a certeza de que os cooperativistas brasileiros têm uma causa que os move: pessoas!”, avalia o presidente da SicrediPar.

SAIBA MAIS – Roberto Rodrigues foi presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) nos mandatos de 1985 e de 1991; e presidente da Organização Internacional de Cooperativas Agrícolas e da Aliança

Cooperativa Internacional (ACI), de 1997 a 2001. Entre as realizações está a coordenação dos trabalhos que levaram à autogestão do sistema cooperativista, por meio das conquistas obtidas junto à Constituição de 1988, alcançadas pela Frente Parlamentar Cooperativista, estimulada por ele, então presidente da OCB.

Seu destaque não se limita ao cenário cooperativista mundial, estendendo-se, também, às áreas acadêmica e agrícola. Engenheiro agrônomo formado pela ESALQ USP em 1965, com cursos de aperfeiçoamento em administração rural e título de Doutor Honoris Causa pela UNESP, no campo acadêmico, é coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas e pesquisador visitante do Instituto de Estudos Avançados da USP.

No currículo de Rodrigues estão os títulos de membro do Conselho Superior de Agronegócio da FIESP; ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (janeiro de 2003 a junho de 2006); presidente da Associação Brasileira de Agribusiness – ABAG e da Sociedade Rural Brasileira – SRB; secretário de Agricultura e do Abastecimento do Estado de São Paulo; e coordenou o setor privado no Fórum Nacional da Agricultura. Além disso, é ex-membro da Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz – FEALQ, do Conselho Assessor da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA, do Conselho Estadual da Ciência e Tecnologia – CONCITE, do Conselho de Administração da Escola de Administração de Empresas de São Paulo – EAESP FGV, do Alto Conselho Agrícola do Estado de São Paulo, do Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE, do Centro de Conhecimento em Agronegócios – PENSA e do International Food and Agribusiness Management Association – IAMA, entre outros.

Fonte: Brasil Cooperativo