• Home
  • Destaques
  • Sistema OCB/Sescoop-AM e Cooperjuta doam mais de duas toneladas de alimentos à cooperados e ribeirinhos

Sistema OCB/Sescoop-AM e Cooperjuta doam mais de duas toneladas de alimentos à cooperados e ribeirinhos

Cooperados e ribeirinhos recebem alimentos do Sistema OCB/Sescoop-AM e Coooperjuta

Cooperados e ribeirinhos recebem alimentos doados pelo Sistema OCB/Sescoop-AM e Cooperjuta

O Sistema OCB/Sescoop-AM em parceria com a Cooperativa dos Juticultores do Amazonas (Cooperjuta) distribuíram no dia 17 de julho mais duas toneladas de alimentos não perecíveis aos seus cooperados e ribeirinhos residentes às margens do rio Solimões no município de Manacapuru, Estado do Amazonas. Os alimentos foram arrecadados durante o IV Torneio de Integração Cooperativista Amazonense, realizado nos dias 4 e 5 no Clube do Trabalhador/Sesi – Serviço Social da Indústria, em Manaus. O evento fez parte de uma ação da Campanha do Dia de Cooperar e também das comemorações do Dia Internacional do Cooperativismo, que aconteceu no dia 4 deste mês.

O Sistema OCB/Sescoop-AM foi representado em Manacapuru pela Gerente de Desenvolvimento de Cooperativas, Eliane Craveiro, que se declarou bastante contente com o resultado da arrecadação, e também pela grandeza que os eventos cooperativista alcançaram nos últimos anos no Estado do Amazonas. “É muito gratificante participar de uma ação de voluntariado como a que foi realizada pelos cooperados e parceiros da Cooperjuta. Isso mostra a força do voluntariado dentro do sistema cooperativista amazonense. Vamos continuar nos empenhando para que essas ações cresçam e sejam mais constantes a cada ano”, declarou a gerente.

Para a presidente da Cooperjuta Veronica Mesquita, o Sistema OCB/Sescoop-AM foi o principal agente do voluntariado na doação dos alimento para a realização do evento em Manacapuru, além dos parceiros que sempre estiveram dispostos a contribuir para o desenvolvimento do cooperativismo amazonense. A presidente falou ainda da satisfação em realizar este ato de solidariedade para ajudar os cooperados que passam por dificuldades neste período, onde não tem como gerar renda para o sustento das suas famílias.

“É muito gratificante ter a possibilidade de ajudar nossos cooperados, que atualmente passam por momentos de crise, e este ato é considerado de extrema importância em suas vidas, pois eles enfrentam muitas dificuldades, devido às enchentes, onde perderam parte de sua produção. Esperamos que este período seja superado em breve e que através da união e da solidariedade eles possam voltar a produzir sem perder a esperança de conquistar dias melhores”, declarou a presidente.

O vice-presidente da Cooperativa, Davi Marques de Souza declarou que a Cooperjuta vai implantar projetos que sirvam de benefícios aos cooperados na próxima safra, para que eles não venham passar por tantas dificuldades como as que estão enfrentando atualmente. Davi acrescentou que as doações disponibilizadas pelo Sistema OCB/Sescoop-AM vão amenizar um pouco as dificuldades enfrentadas pelas famílias dos produtores de fibras no município. Para ele, a ajuda é muito bem vinda e o produtor agradece o grande ato de solidariedade.

“Precisamos superar mais uma vez este período de dificuldades, pois, apesar de tudo que estamos enfrentando, continuamos acreditando na força e na determinação dos nossos cooperados, que a cada ano conseguem se superar e continuar a luta para não deixar a produção de fibra desaparecer no Amazonas”, argumentou o vice-presidente.

Na opinião do cooperado Silas Bezerra de Araújo, morador da Ilha do Marreção, comunidade ‘Monte Sinai’, a ajuda chegou na hora certa, pois segundo ele, todos os produtores da região passam por dificuldade, devido à enchente do rio Solimões. Silas disse ainda que o produtor não tem muitas alternativas neste período, que as águas cobrem a terra onde são feitos os plantios. O produtor argumentou que, no período que não tem plantio, não se colhe nada, portanto não tem renda para atender as necessidades básicas das famílias ribeirinhas, restando apenas á esperança de alguém chegar com ajuda.

“Os cooperados da Cooperjuta e demais moradores que trabalham na produção de fibras estão sempre a espera de atitudes voluntárias como está, que venha ajuda-los a superar este período de enchente, onde eles não têm como plantar. Estamos precisando de ajuda, e até o momento, apenas o cooperativismo, através do Sistema OCB/Sescoop-AM tem chegado até os nossos produtores para amenizar seus sofrimentos”, disse o cooperado.

Texto: Eliezer Favacho/Coopcom – Cooperativa de Comunicação do Amazonas

Fontes: Sistema OCB/Sescoop-AM e Cooperjuta